Por que você deve se concentrar em personalizar a jornada do cliente


Se você pudesse vender seu produto cara a cara para cada cliente, você o faria?

A resposta é provavelmente um sonoro sim. Infelizmente, essa não é uma maneira realista nem escalonável de expandir seus negócios com eficácia. Esse desejo, no entanto, reforça a ideia de que a personalização é necessária para atrair de forma mais proativa a cada cliente individual.

Embora você possa não ser capaz de vender diretamente para cada cliente em uma base 1: 1, você ainda pode personalizar a jornada do cliente, de forma que pareça que está falando diretamente com eles.

Fazer isso com maestria, entretanto, não é uma tarefa fácil. O esforço extra para infundir personalização em suas campanhas pode ser caro, demorado e ineficaz se for feito de maneira inadequada. No entanto, quando feito da maneira certa, pode ser um momento de mudança de negócios para a empresa.

Vamos dar uma olhada em alguns dos motivos pelos quais você precisa se concentrar em personalizar a jornada do cliente e como você pode fazer isso.

1. Isso tornará sua marca mais identificável

Os clientes querem comprar uma solução para seus problema – não de outra pessoa. É por isso que é tão importante incorporar personalização em suas mensagens.

Cada cliente tem seus próprios desejos e necessidades individuais. Seu produto e serviço podem atender a uma necessidade específica em um determinado setor. Simplesmente ter uma cópia geral que você inclui em e-mails de incentivo e nas páginas de destino para clientes em potencial em vários setores não vai adiantar.

Em vez disso, você precisa investir tempo e recursos no desenvolvimento de mensagens que se relacionem diretamente com as propostas de valor que seus clientes-alvo estão procurando em seus setores específicos. Essa mensagem deve ser implementada em ativos de marketing que são usados ​​nessas campanhas direcionadas.

Por exemplo, Earlybird, um aplicativo que ajuda adultos a investir no futuro financeiro de seus filhos, tem um blog em seu site que cobre alfabetização financeira para crianças. Eles sabem que seu público está procurando por esse conteúdo, então o colocam em destaque no site.

personalizing customer journey image 1

(Fonte da imagem)

A EarlyBird sabe que seus clientes não são apenas pais financeiramente experientes, mas também tias, tios e avós. É por isso que a equipe personaliza o conteúdo para incluir ativos para todos os tipos de compradores.

Outra postagem é intitulada “As melhores ideias de presentes para tias darem às sobrinhas”. Isso mostra como uma marca pode criar conteúdo personalizado e identificável para consumidores em potencial.

2. Você fornecerá mais valor

Com experiências mais personalizadas, os clientes encontrarão mais valor em seu negócio.

Eles não estarão apenas comprando um produto ou serviço. Em vez disso, eles obterão recursos e percepções de um parceiro com conhecimento em seu setor. Isso estabelece a base para uma cadeia de valor, ou a extensão do valor fornecido aos clientes além de um produto.

Os seguintes ativos personalizados podem ser recursos valiosos para sua empresa compartilhar com clientes em potencial:

  • Guias
  • Relatórios da Indústria
  • Artigos
  • Webinars
  • Blogs

Esses ativos podem ser feitos para destacar uma variedade de casos de uso, setores, buyer personas e muito mais. Eles atraem consumidores específicos em uma variedade de segmentos.

3. A personalização impulsiona as conversões

Finalmente, a personalização gera mais conversões. Os clientes em potencial geralmente têm uma solução em mente quando estão navegando em produtos e serviços. Eles querem algo que possa resolver seus problemas. É por isso que a personalização é essencial.

Você precisa examinar atentamente a jornada do seu comprador. Determine quais partes dele podem ser condenadas ao ostracismo ou não relatáveis ​​para um segmento de clientes em potencial.

Uma maneira de personalizar a jornada do cliente é por meio da implementação de chatbots. Um chatbot é um módulo interativo adicionado a um site que permite a comunicação 1: 1 com um membro da equipe.

Isso torna a experiência do cliente mais personalizada, pois os clientes em potencial podem obter respostas às perguntas quase imediatamente.

PandaDoc tem um chatbot em sua página inicial para responder a quaisquer perguntas que possam surgir:

personalizing customer journey image 2

Enquanto o consumidor está navegando no site, uma pequena caixa no canto se acenderá e aparecerá, perguntando ao visitante se ele tem alguma dúvida. Depois que a pergunta é enviada, ela é redirecionada para um funcionário existente que pode bater um papo diretamente com eles. Alguns chatbots oferecem respostas pré-programadas para perguntas frequentes.

Os chatbots levam a taxas de conversão mais altas porque as hesitações do comprador podem ser eliminadas imediatamente enquanto eles ainda estão no site e na fase de consideração.

Ao se concentrar na personalização, você pode encontrar novas maneiras de conectar sua empresa aos clientes e gerar conversões. Com o aumento das conversões, você atingirá suas metas de vendas e, por fim, gerará receita para sua empresa.

Conclusão

Personalização às vezes pode ser considerada uma palavra da moda de marketing, mas agora é mais necessária do que nunca em seu mix de marketing. Você não deve usar uma abordagem de vendas “tamanho único”. Em vez disso, você deve entender como suas mensagens, design e caminho de compra podem ser personalizados para segmentos específicos de sua base de clientes-alvo.

Isso deve ser feito para tornar sua marca mais identificável, gerar valor para seus clientes e aumentar as conversões de sua empresa. Com uma jornada do comprador mais personalizada, os clientes em potencial sentirão que você está falando diretamente com eles e oferecendo uma solução que eles não podem deixar de lado.

Bethany Santos é uma ex-diretora de RH que mais tarde descobriu sua especialidade em marketing digital. Com grande interesse em otimização de conteúdo e comportamento de mercado, ela se tornou um banco de dados ambulante de notícias do setor. Seu primeiro emprego foi em uma pequena agência de empregos, onde aprendeu a cultivar as relações com os funcionários e a gestão intercultural.



Source link

EBook