Paulo Merlini acrescenta passarela em espiral de concreto no escritório da E-goi e da Clavel’s Kitchen


Uma passarela de concreto em espiral e uma parede de armazenamento repleta de cerâmicas coloridas são as características de destaque neste escritório para E-goi e Clavel’s Kitchen, da autoria dos Arquitetos Paulo Merlini.


O prédio de três andares é a sede de duas empresas: Clavel’s Kitchen, que cria conteúdo digital para marcas do setor de alimentos e provedor de email marketing E-alto.

Uma rampa de concreto em espiral conecta os três andares

Arquitetos paulo merlini projetou o local de trabalho de 2.800 metros quadrados para ser funcional e flexível, mas também divertido e criativo.

“Uma das questões mais importantes no projeto da sede de uma empresa é criar um espaço que expresse e esteja alinhado com a cultura corporativa”, disse o estúdio.

“Tanto o E-goi como o Clavel’s Kitchen apresentam uma gestão bastante informal, embora extremamente profissional, e nos pediram um espaço que o expressasse – um espaço fluido, igual, heterogéneo e despretensioso.”

Base de rampa de concreto em espiral no E-goi e Clavel's Kitchen dos arquitetos Paulo Merlini
Uma clarabóia ilumina a passagem de cima

O edifício é constituído por duas estruturas – uma pré-existente e outra nova – que se unem.

A rampa de concreto forma o coração natural do interior recém-conectado, proporcionando acesso entre os andares e, ao mesmo tempo, funcionando como um ponto de encontro para a equipe.

Barras verticais delgadas criam uma balaustrada, ao mesmo tempo que aumentam a aparência escultural da espiral.

Há também uma clarabóia acima, que permite que a luz natural seja filtrada pelos três andares.

Porta em parede de arrumação com cerâmicas coloridas em E-goi e Clavel's Kitchen dos arquitetos Paulo Merlini
Uma parede de armazenamento está cheia de objetos usados ​​em sessões de fotos

A colorida parede de armazenamento, localizada no primeiro andar, oferece um cenário impressionante para a espiral.

Construída em madeira e com um fundo de vidro transparente, esta enorme estante está repleta de equipamentos de cozinha, louças e talheres, usados ​​pela Clavel’s Kitchen para sessões de fotos.

Esses elementos são organizados por cores, criando um efeito de arco-íris.

Estúdio de fotografia em E-goi e Clavel's Kitchen dos arquitetos Paulo Merlini
O estúdio fotográfico se beneficia da luz do norte

O estúdio fotográfico está posicionado diretamente em frente a esta parede, atrás da fachada envidraçada voltada para o norte, para que possa se beneficiar da luz natural com sombras mínimas.

Para os arquitectos Paulo Merlini, esta é “a melhor luz para o tipo de função que oferece uma vez que, reflectida pelo céu, oferece uma iluminação de baixo contraste, mantendo-se relativamente constante durante o dia”.

Mesas e teto de madeira no último andar do escritório E-goi e Clavel's Kitchen da Paulo Merlini Architects
“Caixas de madeira” organizam o layout interno

Outros espaços do escritório incluem uma sala de jantar com espaço suficiente para 100 pessoas comerem juntas, juntamente com uma mistura de salas de reuniões formais e informais e cabines de videochamada.

Esses espaços são organizados por uma série de “caixas de madeira”. Alguns deles são volumes completos que contêm salas ou estandes inteiros, enquanto outros são compostos de paredes divisórias ou superfícies de teto.

Caixas de madeira organizam layout do escritório E-goi e Clavel's Kitchen da Paulo Merlini Architects
As salas de reuniões estão alojadas dentro desses volumes de madeira

Uma caixa incorpora três aberturas em forma de casa, com banquetas e mesas embutidas, enquanto outra apresenta cortinas e pufes.

“É a distribuição dessas caixas pelo espaço que define toda a dinâmica espacial”, disse o estúdio.

Mesas vitrines no escritório E-goi e Clavel's Kitchen da Paulo Merlini Architects
Os espaços são projetados para serem flexíveis e divertidos

“Ao distribuir estas funções de forma heterogénea pelo espaço e ao descasar estes elementos numa espécie de caos organizado, garantimos a versatilidade espacial e criamos uma série de recantos que permitem vários tipos de apropriação”, continua.

“Garantimos espaços amplos onde a interação entre colegas de trabalho se dá com muita naturalidade, e espaços mais discretos onde você pode ler um livro, relaxar ou até mesmo ter um encontro mais informal”.

A fotografia é de Ivo Tavares.


Créditos do projeto

Arquiteto: Paulo Merlini Arquitetos
Project team: Paulo Merlini, André Santos



Source link

EBook